quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Eu, Carla...

É Natal, é Natal, e até já a Radio Comercial publicou a sua música, desta feita com direito a louvor...
Pronto, cá estou eu todinha dentro do espírito natalício; ele é festa daqui, ele é festa dacolá...
E como boa mãe que se preze, amanha vou ser o Pai Natal na festa de escolinha do rebento; na falta de um pai voluntário, barrigudo e barbudo... Será que são todos elegantes??? Só pode, embora na teoria das probabilidades as hipóteses sejam remotas; cá vai a Carla... A propósito, já vos disse porque me chamo Carla? Numa busca etiológica do meu belo nome descobri as reais razões... Reza a história, que são de personalidade forte, e que preferem a velha máxima de que mais vale sós do que mal acompanhadas... Esquisita, armada aos cucos, dizem as más línguas; realmente, só pode... Esticando a teoria dos papás, que estão todos elegantes e n podem fazer de pai Natal, o resto da espécie, também deve estar à altura... Ai ai, rica mãezinha; a culpa é tua que me chamaste Carla... E esta heim??

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores