terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

imposturice

Cada vez tenho menos paciência para a imposturice alheia. Enche-me de enfartamentos, fastio, dores de costas, bicos de papagaio, que isto do corpo é a mesma coisa que a mente, ao mesmo tempo que a mente é a mesma coisa que o corpo. Há uma tendência suprema de julgar que não. Há uma mania colectiva de desenlaçar territórios, de apartar visões, de entregar a César o que é de César, mesmo quando César é apenas um. Ainda agora, por exemplo, encontro uns escritos que me entorpecem a alma, percorrem-me as entranhas do corpo, entram-me pelos olhos e acordam-me as iras, as peçonhas, entopem-me os filtros da paciência e são bem capazes de me sair pela boca, totalmente desgovernados, capazes de atingir em cheio quem no meio se aventurar. Não mato ninguém, posso dizer, a dose nunca ultrapassa a carga da força devida, mas a verdade é que em caso de analise criminal do arremesso, talvez se conclua que o peso em quilos me valha uma dose profiláctica de tolerância à malvadez. Mas não, os fiscais não atentam nestas minhas necessidades, só querem saber se eu pago ao fisco e estão-se a borrifar para o fingimento do mundo, para o aproveitador, para a minha reacção. Um dia destes, quando eu saltar do patamar da normalidade, vou instituir a genuinidade como um bem precioso, a cultivar nos bancos das escolas desde tenra idade. Antes, muito antes de se ensinar a ler e a escrever. Com certeza pouco depois de aprendermos a falar e a caminhar, como muito bem entendemos.

4 comentários:

  1. Nem sei o que diga, ando numa fase de dizer o que me apetece e chamam-me maluca e dizem que moro no Júlio de Matos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não posso dizer o que me apetece... Ou melhor, poder, posso, mas não me apetece arcar com as consequências... :)

      Eliminar
    2. Mas será saudável, guardar para nós, aquilo que achamos certo?

      Eliminar
    3. Pode não ser, na maioria das vezes não é. Mas fazê-lo pode ser sensato, é uma questão de pesar prós e contras...

      Eliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores