quinta-feira, 1 de agosto de 2013

abusos

Não falo de política porque sei somente o essencial. Sequer falo grandemente de moda, muito embora seja pessoa para me enfiar num bom sapato prêt-à-porter. Espanta-me pois a frequência com que encontro gente a falar de emoções, como se fosse legítima a transformação de teorias de senso comum em verdades absolutas. Espanta-me especialmente a suposta irrevogabilidade. Francamente, se querem formar conclusões falem na primeira pessoa do singular. O resto? O resto é abusivo,  persecutório, invasivo e potencialmente falso. 

8 comentários:

  1. Nem mais! Para além do pretensiosismo com que muitas pessoas se revestem falando do que já foi escrito como se fosse opinião sua e grande novidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Isso também... Será eventualmente a forma que encontram de sobressair de alguma forma? Enfim, mera questão, que não gosto de abusar... :)

      Eliminar
  2. Sorrio e estou a lembrar-me da "conversa" de um comentador, algures num canal de tv, que pouco vejo, é verdade e cada vez menos... mas que banalidades das suas palavras ou como diria o meu Avô querido... "as postas de pescada" que lhe saíam da boca eram tantas que desliguei o canal e desisti de esperar pelo filme que queria ver...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, tem toda a razão...

      ( Bem vinda :)

      Eliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores