sexta-feira, 19 de setembro de 2014

imaginar

Longe vão os tempos em que rumava com o meu filho às salas de cinema a fim de comer pipocas, beber coca-cola e assistir a um bom filme de desenho animado. Cá dentro guardo todos os "Toy Story" ( uma das melhores animações de sempre), algumas divertidas "Idade do Gelo", muitos fabulosos "Madagáscar", uns dois "Shrek", um "Up Altamente" de derreter o coração, uns "Rio" deliciosos, dois "Gru Mal Disposto", bem mais interessantes do que o nome nos faz imaginar. Guardo ainda perus revoltados, dragões treinados, meninas indomáveis e outros tantos dos quais já nem lembro o nome, vistos de olhos aberto ou meio fechados, dependia da hora, do dia, da semana, do cansaço. Hoje já não liga à minha pergunta do, vamos ao cinema?, a não ser que o pacote traga Transformers ou outro de carácter semelhante, enormes monstruosidades fantasmagóricas, felizmente inexistentes, capazes de nos desassossegar duas horas seguidinhas, de ficar com uma pipoca atravessada na garganta por algum susto maior, de nos impedir de fechar os olhos, tal o barulho da maquinaria em acção. Nem mesmo a sedução do hambúrguer, remate final sem o qual não vivíamos, o faz sentar-se comigo num lugar onde a animação ainda existe, e do qual eu tenho saudades. Não que a minha imaginação não viva fora de uma sala de cinema, que vive. Mas quem já foi ao cinema com uma criança sabe que em nenhum outro lugar é igual (as crianças e a imaginação fazem do mundo um lugar tão melhor).


2 comentários:

  1. Fui ver esses filmes todos com os sobrinhos. A mais velha, agora já com 16 anos, ainda gosta de ir mas entretanto já são quatro ao todo e temos de levar dois carros :) A diferença de idades para o meu filho é grande e quando for a altura dele os outros já não irão. Mas pronto, recomeçará outro ciclo e eu continuo a ter uma desculpa para ver desenhos animados ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas de boa desculpa, Mãe Sabichona. Estarei no inverso. Na realidade que tenho hoje, tenho um filho com onze ( quase doze, meu Deus), e um sobrinho com um. Continuarei portanto daqui a uns tempos, estou certa disso... :))

      Eliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores