terça-feira, 25 de junho de 2013

zumba

O ócio extremo será do calor. O tempo tem um condão especialíssimo de nos justificar denguices do corpo entre outros chiliques, ele haja qualquer coisa que nos ateste incapacidades de diversas ordens, incluindo os faniquitos próprios de qualquer pessoa que se preze. Lá na pastelaria havia gente equipada em traje de dança, que mal me olha com uns olhos enérgicos resgatados de um lugar que desconheço, lança a perigosa pergunta: - bora zumbar? - Oi?, pergunto eu. Zumba na caneca?, arrisco dizer, sendo a realidade por mim conhecida mais próxima de tal nome:



 - Zumbar, e vá de abanicar o corpo carregadinho de ritmo vindo sabe Deus de onde, às sete, trinta graus, fim de dia e terça feira. De onde, de onde??? Depois e já ligeiramente dentro do espírito em questão, ainda me ocorreu uma velhinha dos Snap que ouvi até à exaustão, vá lá hoje em dia eu perceber porquê: 



Podem tentar explicar-me, ofereço até um agradecimento público a quem o consiga fazer de forma satisfatória. Não, ainda não era isso. Era um outro tipo de Zumba, foi-me explicado, uma nova variante de fitness, qualquer coisa idêntica ao que podem espreitar na foto abaixo. Não percebo, juro que não percebo tal proposta realizada a um ser tacanho como eu: nunca a minha espondilose me deixaria executar tal dança com um mínimo de graça.



(Mas feito assim tem-na toda, ora digam lá que não???)

12 comentários:

  1. Respostas
    1. O calor? O claro é uma coisa terrível Sputnick. A mim só me faz lazeira, olha... :)

      Eliminar
  2. Afinal, há quanto tempo é que não zumbas a sério...?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Especifica, anda... De que zumba falas tu?...

      Eliminar
  3. Ora, de uma verdadeira zumba-zumba, da que quase todos gostam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, eu quando danço é a sério, logo, desde a última vez que zumbei...

      Eliminar
    2. Pois, foi exactamente essa a pergunta que fiz: há quanto tempo é que zumbaste?

      Eliminar
    3. Olha, há tempo suficiente para me apetecer zumbar outra vez. Eu sei, está um calor que não se pode, mas podes vir comigo. A música eu escolho e tu podes escolher o sítio. A hora é logo à tarde, pela fresca. Parece-te bem?...

      Eliminar
    4. Muito bem. Pego-te hoje mais tarde e zumbamos a noite toda.

      Eliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores