sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Liberdade sobre nós... Que limites?

Sou apologista sem dúvida, e acérrima defensora do nosso direito à liberdade; mas ás vezes pergunto-me onde começa e onde acaba.... Parece-me uma fronteira tão ténue, tão delicada... Sobre as Investigações levadas a cabo pela Policia Alemã, sobre o desaparecimento do nosso Afonso Tiago, leio que no País em questão, se considera que as pessoas têm o direito a desaparecer, se assim o entenderem, sem dar justificação. Dificulta, obviamente as investigações, pois o acesso a informações privadas é muito mais difícil...
Na minha modesta opinião, somos um ser individual, mas somos também um ser social, e nestas circunstâncias convergem valores como o respeito pelo outro, e por nós próprios... Sob esta perspectiva, existem pontos de vista que a mim me parecem tocar o exagero...
É difícil traçar linhas orientadoras de onde começam e acabam os nossos direitos; dai existirem ao redor do mundo consideráveis diferenças de abordagem no que respeita a esta matéria; no entanto, e talvez porque me toque de perto, por factores de diversas ordens, o que a falta de respeito pelo outro pode fazer no nosso dia a dia, esta perspectiva de liberdade levada ao extremo preocupa-me... Não me preocuparia, se todas as pessoas tivessem bem definidas as noções de cidadania, e do efeito que poderá ter sobre outrem acções nossas, que, não obstante poderem ser tomadas sobre nós próprios, têm consequências no bem estar dos outros... Parece-me uma perspectiva livre de mais ao ponto de nos autonomizar a um estádio limite, de sermos nossos donos e senhores, sem que mais nada importe... Um isolamento levado ao extremo... Não gosto, confesso... Se formos independentes ao ponto de nos apetecer partir, assim sem mais, não custa nada um aviso; nem que seja um " vou comprar cigarros, e sou capaz de demorar uns anitos"... Por uma questão de respeito...

1 comentário:

  1. Eu acho que está tudo um bocado doido... desde quando é que uma pessoa considerada normal, faria uma coisa dessas à família?

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores