terça-feira, 16 de agosto de 2011

Dias

O meu carro encaminha-se, contra a minha vontade, para a oficina. Diz que quer lá ir, e eu, obediente, levo-o lá. A minha torneira da banheira, achou por bem abrir para não mais fechar. Agora, e até Quinta de manhã, hora a que o canalizador vem cá a casa, de cada vez que preciso de água vou abri-la na torneira de segurança, do lado de fora da porta, enquanto a minha banheira se esvai, num gasto de água pouco ecológico, mas inevitável, algumas vezes por dia. Várias. Muitas, pronto. A minha depiladora, apaixonou-se pela minha perna. Sugou-a deveras, engoliu um bocadinho, e colapsou, a pobre. Não aguentou o embate, se calhar sou venenosa ou assim.
Eu, por enquanto vou indo, obrigado.

2 comentários:

  1. LOl Coitadinha!!!:(:( Não há uma sem duas, nem duas sem três - sempre ouvi dizer isto e não sei se é verdade por se acreditar que sim ou se se acredita por ser verdade, mas que é verdade - é.
    Olha, pensa que enquanto acontecer às coisas, não te acontece a ti :):) é o que eu tento fazer :):) Beijos (para a semana ligo. Esta semana está de doidos!)

    ResponderEliminar
  2. Já ponderas-te ir a uma daquelas que dizem que as não há, mas que las hay, hay :):)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores