domingo, 22 de março de 2009

De regresso...

Na Fugas do Público de ontem, que só li hoje, descubro um artigo alusivo aos sons da nossa infância.
De facto, existem sons característicos que nos reportam, quase sem dar-mos por isso, a momentos que nos trouxeram felicidade... O referido pelo autor, é o do Amola Tesouras, que de resto, também me é familiar... Mas há mais... Recentemente, num mercado ouvi um " Olha o homem da batata doce..."; hum, que bem me soube a viagem que num ápice fiz até à casa da minha avó, quando o ouvia chegar, nos Domingos de Outono, e de imediato corria a pedinchar a alguém crescido uma batata docinha como o mel... Por falar em mel, as minhas férias de criança, na Praia da Nazaré, foram marcadas pelas "Pipocas quentinhas, com mel quentinhas..." Há muito não ouço, e talvez já nem ande por cá o Senhor que tão docemente apregoava as suas pipocas, mas tenho pena; faz parte do meu imaginário infantil... Ouço no entanto o "Olá olhó Gelado... É fruta ou chocolate, olhó gelado... Também é bom; não tanto como a pipoca, mas bom..."Almanaque Borda d'água", apregoava o cauteleiro... Lembra-me o meu bisavô... Um velhote doce, pacato... Um amor, que comprava sempre o referido almanaque... Mas verifico ainda, que nem só a memória auditiva é dona de tamanhos poderes... O nosso olfacto, é sem qualquer dúvida detector de poderes tão sublimes como o sentido anterior... Na passada semana, vou com o rebento a uma escola primária... Embora, e por profissão já tenha corrido muitas, confesso que esta tinha o cheiro da minha... Um cheiro quase mítico, a lápis, papel, borracha, enfim não consigo caracterizar muito bem. Mas consigo dizer que cheirava à minha escola... Estou desejosa de por lá ir diariamente, a partir de Outubro, deixar o rebento, e sentir o cheiro... Realmente existem coisas fantásticas... Os nossos sentidos, o que percepcionam e a nossa capacidade de regresso ao que nos fez feliz, é de facto uma dessas coisas... E podíamos continuar... Experimentem comer uma bola de neve, ou um beijinho ( Bolinho tradicional de biscoito e açúcar)... Lembram-se?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores