sábado, 7 de março de 2009

Um dia de sol...

Acordo de manha e vejo o sol... Por estas alturas, finais de Inverno, pouca coisa me faz tão bem à disposição como um dia de sol... Agarro em mim e no meu rebento, e rumo até à Esplanada mais próxima, salpicada de meia dúzia de sôfregos de sol, que assim como eu, dão um ar de sua graça... Está frio, vento, mas ainda assim sabe-me a Primavera. Passam alguns encasacados, encascolados, encapados, enfim... Uma quantidade de gente mais normalzinha do que eu, com a real noção de que não está bem tempo para estes devaneios... De qualquer forma, e dado que o rebento me acompanha nestas loucuras, mantenho-me firme no meu posto e sorrio... Para o dia, para o sol e para quem passa a olhar-me de lado como que a perguntar que faço ali no meio de tamanha ventania... Who cares?? Passei a barreira dos trinta; faço o que quero, e os olhares alheios não me incomodam... Ter trinta anos tinha de ter parte boa...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores