domingo, 1 de março de 2009

Parabéns Portugal...

" A tragédia do Homem, cadáver adiado, como lhe chamou Fernando Pessoa, não necessita de um remate extemporâneo no palco. É tensa bastante para dispensar um fim artificial, gizado por magarefes, megalómanos, potentados, racismos e ortodoxias (...)" Miguel Torga, em 1967, na comemoração do primeiro centenário da abolição da pena de morte em Portugal

1 de Março, 1867, e o nosso Portugal é pioneiro na Europa da abolição da Pena de Morte...
Confesso que em alturas de revolta, digo raios e coriscos contra este e contra aquele, apregoo que fazia e acontecia, que fulano deveria era levar o pescoço cortado cesso... Mas são palavras jogadas ao vento, em momentos que, perante algum crime ou violência de cariz mais intenso, me fazem falar assim... Dissertando sobre o assunto mais aprofundadamente, parece-me um crime, brutal e desumano, seja em que circunstância for... Obviamente que existem situações limite, crimes de violência desmedida, reflectores de perturbações na maioria das vezes crónicas, e de personalidades doentes... De qualquer forma, qualquer alternativa punitiva será mais satisfatória do que tirar a vida a alguém; mesmo que a despesa seja avultada para o estado, julgo que não nos cabe a nós julgar com um custo tão elevado as atrocidades alheias...
Sob risco de sermos injustos, sob o risco de nos enganarmos, sobre o risco de tirar a vida a algum inocente, como decerto já muitas vezes sucedeu por este mundo fora... Quem diria que à tantos anos o nosso cantinho à beira mar plantado foi pioneiro Europeu de tão nobre decisão? Parabéns Portugal...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores