quarta-feira, 8 de maio de 2013

artes

Hoje encontrei dois namorados na escada do prédio. Ele falava. Ela sacudia-o enquanto ria e saracoteava os cabelos compridos, que lhe tapavam os olhos. As pernas estavam visíveis debaixo de uns calções muito curtos, deveremos esconder apenas o que não precisa de ser visto. Abrandaram quando me viram, mas ainda assim percebi perfeitamente a insistência dele e o evitamento dela. Haverão pouquíssimas outras coisas que caracterizem tão afincadamente cada um dos géneros. Juntando ainda no feminino, a plena consciência do efeito da graça esquiva e sorridente, numa astúcia precoce. Ser mulher, é toda uma arte.

4 comentários:

Deixar um sorriso...

Seguidores