quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Cebolas

Não me interessa lá muito que me julguem chata. Nem tampouco me importa que a terra em peso se passeie por ora na feira da cebola. As festas são uma coisa gira que se farta, atenua as neuras da crise, fazendo até esquecer, quiçá, as palavras de Vitor Gaspar. Entre um copo de tinto e uma alheira de Mirandela, o discurso escorrega para a diversão, e o povo gosta. E precisa. Não tenho nada contra, a sério. Poderia apenas ser um pouco mais longe da minha casa. Só o bocadinho suficiente para que as pessoas pudessem estacionar, e entrar na porta sem desvios forçados. E para que pudessem dormir antes da madrugada, a um qualquer outro som, que não folclore. E com qualquer outro cheiro, que não a chouriço. E tenham a amabilidade de não me perguntarem nunca se já fui à feira, se se prestarem ao obséquio. Que eu não faço outra coisa desde ontem, e provavelmente, pouco mais farei até Domingo. A banca da esquerda, mesmo à saída da porta, tem o meu perdão. Vende pão Alentejano. A da direita, cravejada de vestidos esvoaçantes e floridos, e de bugiganga colorida, é capaz de não passar impune.

6 comentários:

  1. Ai, não me lembres, o Outubro aproxima-se a passos largos e consigo a feira de Sta Iria, mesmo à minha porta. Se não fosse ter um sono abençoado, do género de conseguir dormir mesmo com um comboio a passar-me rente, e seriam dias infernais. O problema é mesmo adormecer embalado por músicas que irritantemente resolvem povoar-me a mente e a ficar agarradas tipo lapa pelo dia fora.
    Salvam-se as farturas, que faço questão de provar todos os anos, o resto dispensava.

    PS: Fã de pão alentejano? E de migas, também?

    ResponderEliminar
  2. Tb, claro... E tudo o que leve pão, desde açordas, a sopas Alentejanas, a pão simples, sem mais nada. Julgo não haver nada que me tire tanto do sério :):)

    ResponderEliminar
  3. Ah, como eu costumo dizer, enquanto houver pão e azeitonas não morro à fome :)

    Há uma frase que acho que se aplica na perfeição a ti, "não se nasce alentejano, é-se alentejano" :)

    Beijo

    PS: E pão com azeite? ai...

    ResponderEliminar
  4. Se me calhasse uma dessas agora é que dava mesmo em doida!! LOL

    ResponderEliminar
  5. Já toquei na festa das cebolas, e gostei. Mas na época gostava de tudo. Hoje ficava-me pelo pão, sem dúvida, e tal qual descrito acima :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores