domingo, 11 de setembro de 2011

Gente

Exactamente há dez anos, também a minha vida, a minha, mesmo minha, e não só a do mundo todo, mudou. Atrás de um sonho, que temos esta pretensão eterna de sonharmos o que queremos para nós, como se a eles nos pudéssemos entregar. Desde sempre, ou pelo menos desde que me lembro de ser gente, que procuro com afinco errar pouco, ou melhor, escolher sempre um caminho mais ou menos acertado. Desde sempre, ou pelo menos desde que me lembro de ser gente, que erro, fortemente, a cada dia que passa. Às vezes canso-me disto, mas de nada de vale. Provavelmente, e estando já por tudo, errarei até sempre. Enquanto for gente. Ser gente, também é isto, concluo.

3 comentários:

  1. Pois é :):) às vezes é de erro em erro que se vai acertando com o caminho. Outras pensamos que é erro quando, afinal, é o único caminho :):).Depois muda.Mas naquele momento não há outro :) Bjs

    ResponderEliminar
  2. errare humanum est. Logo, és humana. E que bela humana, se me é permitido opinar :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores