quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Vai-se indo

Por cá vai-se indo. Ausente, que há alturas assim. Mas, e para quem tal coisa pudesse julgar, não abandonei o estaminé. Ele descansa, que bem precisa, e eu acompanho. Mas vou vindo, prometo. A propósito, ali em baixo, e para quem não vê, está um pão com azeitonas. Daqui, vê-se tão bem que até enerva.

2 comentários:

  1. :)

    Em casa ainda me controlo, mas infelizmente tenho uma profissão que me "obriga" a almoçar frequentemente em restaurantes e todos os dias é o mesmo dilema, sempre que o empregado se aproxima com o fatídico pires, o desejo e a repulsa lutam dentro de mim. Por um lado amo-as e ao prazer que me dá saboreá-las, por outro irrita-me solenemente as borbulhas que me provocam, grrr

    Beijo para a ausente :)

    ResponderEliminar
  2. Pois daqui não se vê :( Também ando assim - num vai vem :) Melhores tempos virão :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores