terça-feira, 31 de agosto de 2010

Desemprego

Num dia em que capas de jornais anunciam nova taxa de desemprego a 11%, eu, procuro desesperadamente, uma funcionária para o Lar. Bem sei não ser trabalho de escritório, mas é trabalho, remunerado e certo. Já me foram enviadas algumas pessoas, pelo IEFP da área, que por isto, aquilo ou aqueloutro, recusaram a oferta. Já nem tiro conclusões daqui. Limito-me a continuar a procura, de quem queira aqui trabalhar. Adiante.

4 comentários:

  1. Mas é tão mais fácil viver à conta de subsídios e/ou de outros! Além disso, ser empregada doméstica é um trabalho muito degradante, nós vivemos num país de doutores e engenheiros, por amor de deus!

    CF, se não aceitam é porque não devem mesmo precisar. E depois a culpa é dos romenos, africanos e brasileiros. Se calhar estou a ser injusta, mas conheço casos assim.

    ResponderEliminar
  2. Conheço uma pessoa que pode estar interessada, e é de confiança. Quer o contacto?

    ResponderEliminar
  3. Caro anónimo, agradeço. Não sei se será desta área de residência, mas n custa tentar. Pode enviar para o email do blog,se n quiser publicar.

    ResponderEliminar
  4. Nem de propósito... um dos meus posts de amanhã é precisamente sobre este tema. Uma história real que me provocou imensa urticária.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores