quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Meter o nariz


Não simpatizo propriamente com a ideia de roubar o sal ao pão. A saúde alimentar, é uma responsabilidade do próprio. Na padaria que frequento, de padeiro simpático, como já por cá referi, havia pão com sal, meio e sem. Eu gosto de pão com sal, e gostaria de continuar a comê-lo. Quem não gosta, comeria sem, como já podia comer antes. Quem gosta de sal, não come no pão, come no que lá põe dentro, que pode ir do chouriço Alentejano, ao Queijo de Nisa, bem puxadinho por sinal, ou em qualquer outro sítio. A isto chamo, meter o nariz onde não são chamados. Se há coisa que gosto, é de comer o que me apetece, como, onde, e quando me apetece, com os limites que eu própria me imponho, e chego bem.
Já agora, cuidadinho Pastéis de Belém. Qualquer dia, roubam-lhes o açúcar a prevenir a diabetes.

2 comentários:

  1. Realmente!!! Não há dúvida que a Liberdade é uma grande ilusão!...

    ResponderEliminar
  2. Falas dos Pastéis de Belém, porque não conheces os de Alfarim, eh eh :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores