terça-feira, 3 de agosto de 2010

H

O Homem, com H grande é de facto incompreensível. Percebi isso, quando num limite de loucura, comecei a tentar entendê-lo, julguei-me por demais poderosa, eu sei. Fascina-me no entanto a magia, que nos cerca bem de perto, e nos torna únicos, e consequentemente, tão especiais. Lemos, relemos, analisamos e julgamos concluir interiores, para num instante percebermos, que nos encontramos muitas vezes, redondamente enganados. Às vezes, até mesmo com a nossa pessoa, e aqui sim, chego a assustar-me.

1 comentário:

Deixar um sorriso...

Seguidores