segunda-feira, 30 de julho de 2012

Manias

Assim de repente, e já me parece que a derrota de Telma Monteiro deixa o País a falar mal. Uma parte, pelo menos. Não devia. Enquanto nação temos todos o direito à alegria e à tristeza, mas não deveríamos ter a presunção do orgulho ou da crítica. Seja o que for será sempre mais dela do que nosso. Foi ela que lutou, foi ela que se empenhou, foi ela que ganhou o que havia a ganhar, e é consequentemente ela que amarga a verdadeira derrota. Mania, pá.

4 comentários:

  1. Concordo plenamente. Gosto muito da Telma

    ResponderEliminar
  2. Tb :) E ainda que não gostasse, não teria qualquer direito à critica destrutiva e ingrata...

    ResponderEliminar
  3. A velha mania portuguesa de tomar as vitórias do elemento como sendo do geral, mas quando se trata da derrota é o primeiro a apontar o dedo...

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores