domingo, 16 de janeiro de 2011

Indignações

Nem sempre as funções se cumprem. Quem recorre a um serviço, espera o devido préstimo, a conclusão efectiva do que requer, seja que tipo de requerimento for, cabendo aqui uma larga escala de situações, como, e apenas a título de exemplo, para que sigam o meu raciocínio, esperamos a cura quando vamos ao médico, o pão quando vamos à padaria, o perdão quando nos confessamos ao padre, um determinado papel, quando vamos ao serviço de repartição de finanças, e enfim, por aí fora, que serviços é o que não falta, e necessidades nossas, também não. Por vezes existe o defraude, que poderá surgir de diversos factores, imputáveis ou não a quem prestou o serviço, sendo que existem situações incontroláveis até para quem pretende cumprir, podendo aqui deixar um exemplo, a mero título elucidativo, pode o Médico não nos curar, por cura não haver. Ou pode a não efectivação do serviço, surgir por outra espécie de motivos, muitas das vezes, imputáveis directamente a quem o não prestou devidamente, a quem por mor de uma qualquer razão, resolveu não tomar as devidas providências, a fim de dar cumprimento à tarefa a que se propõe. Nunca me parece bem. Parece-me ainda pior, no caso do prestador de serviços, ser uma Instituição de suposto apoio, que por obrigar a uma regra não cumprida, ousa deixar ao relento alguém debilitado, ao ponto desse alguém vir a falecer durante a noite. Não me cabe a mim analisar métodos de punição alheios. Mas cabe-me, enquanto ser social, indignar-me com tamanha atrocidade. Não concebo o relento, como um castigo imposto, por quem está lá para acolher. Mau, muito mau.

3 comentários:

  1. Vergonhoso...desumano...a triste realidade...

    ResponderEliminar
  2. Mas isso aconteceu onde?!!!!!!!!!!!! E ninguém se manifestou?!!!!!!!

    ResponderEliminar
  3. Tomei conhecimento no Diário de Notícias de ontem. Parece que já foi há tempos, mas que só agora veio a público. Foi numa Instituição de apoio a sem abrigo, em Xabregas. Fiquei chocada. Muito.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores