quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Sinais dos tempos

Chegada a casa, frio, pressa de subir...
- Não desligues o rádio mãe!
- Não? Porquê?
- Porque eu estou a ouvir esta música.
Olho para trás, e o pequeno abana a cabeça. Resolvo perguntar-lhe quem é, sem eu própria saber.
- É o Justin Bieber. É muito fixe.
- Como sabes isso?
- Sei, ora. Todos ouvimos lá na escola. Há amigos, que já têm no Magalhães.

Ouvi até ao fim. Era efectivamente o tal do Bieber. Eu, aos sete, ouvia Ana Faria, ou a Loja do Mestre André. Ai olé, ai olé... Em dias de avó, provavelmente, o Jardim da Celeste, onde alguém buscava uma rosa para me dar. Hoje, os miúdos ouvem músicas com danças hip hop, cantadas por alguém cheio de estilo, de calça larga e boné à malandro.
Sem nos debruçarmos muito, descobrimos um motivo para a escassez do romantismo.

Estou desolada.

6 comentários:

  1. Hoje não há mais letras de músicas... poesias em forma de canções.
    Apenas barulho, o que é triste.

    Beijos

    Carla

    ResponderEliminar
  2. Ahahahah que cómico, é verdade, é o novo idolo musical juvenil, tal como a Miley Sirus ou lá como se escreve! Por acaso não gosto, mas pronto eles lá acham piada :P

    ResponderEliminar
  3. LOL acho muito saudável que não se fiquem pela Loja do Mestre André :) E não é verdade que não haja letras nas músicas que ouvem. Alguns até as sabem de cor :):)

    ResponderEliminar
  4. CF, a net tem de tudo, como sabes. O que coloca um desafio, que até agora não existia - os limites. Eu tenho tido alguma preocupação com o acesso da minha sobrinha ao Face. Se me permites, o conselho - faz atenção, discreta, mas sempre presente :)

    ResponderEliminar
  5. Enquanto andarem pelo Justin e pela Miley, não é muito preocupante.
    Sempre controlados, de maneira muito discreta.
    :)

    ResponderEliminar
  6. Claro que tem que estar, desolada...
    não só se perdeu o jardim-da-celeste-giroflé-giroflá como não se adquiriu o Beniamino Gigli ou o Bruckner d'hoje. Nem o malvado Sartre, nem omalvado Bataille...
    não s'adquire quase nada!

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores