sábado, 29 de outubro de 2011

Rouxinol

A livraria estava mais do que aberta quando lhe entrei dentro. Por entre uns e outros que queria muito, fiquei-me por um necessário. Não fora a crise, e outros senãos, e teriam vindo uns quantos. Clarabóia, Sempre vivemos num Castelo, A metamorfose, uma vergonha, nunca ter sido lido por mim. Mas pronto, ficaram. Não existem grandes territórios capazes de me fazer esquecer o tempo, talvez por isso também, tanto os aprecie. O tempo é uma coisa um tanto ou quanto estranha que me rouba a toda a hora. Um dia, passo por ele sem ele dar conta, vão ver, e quando ele der por isso, estou no momento que me apetecer, até quando me apetecer. Depois saio, e volto à realidade, julgo que não saberia viver sem ela. É minha, é a vida. Chegou a hora do fecho, num ápice, um pequeno instante. Depois o vento estava forte, e sacudiu-me o cabelo aos caracóis teimosos. Um cabelo liso é que me ia bem, sempre arrumado, sem me dar chatices, mas não. É a vida, outra vez. Entretanto ingeri qualquer coisa semelhante a um arroz cremoso, muito saboroso. A calçada ia dando cabo dos meus pequenos sapatos, escolhidos a dedo para aquele vestidinho preto, daqueles com os quais nunca nos comprometemos. Sobreviveram, com um mísero arranhão que tentou ser forte, mas não foi. Passou de raspão, e julga-se gente, mas já está disfarçado. A seguir, e após correr, ouvi gente a cantar. Uns lá em cima, outros no meio da sala, um qualquer rouxinol cá dentro do meu peito. De vez em quanto, cantava mais forte, e eu sentia um arrepio na espinha. Depois sossegava, uns minutos pequenos, para voltar a assobiar outra vez. E outra, e outra. Embrulhei-me na manta quente, que a noite estava fria. Na saída, vindo não sei de onde, o pássaro ainda cantava. É a vida, é a minha.

3 comentários:

  1. :):):) Já tinha saudades de te ler :) eu sei - a falta não é tua :) é minha :(

    beijos

    ResponderEliminar
  2. Gostei de aqui vir, até porque adoro livros, rrss

    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. É a vida e o tempo e os passos e os momentos e a escrita. Dali e daqui. Gostei muito.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores