quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Livro

Chegou em forma de postal de correio, com aviso prévio no meu ouvido, vindo de longe. Após empreitada significativa e empenho, de externos e prontos intervenientes, repousa na minha mesinha de cabeceira. Já lhe coloquei uns olhos curiosos em cima, já o revirei, já vi letras desconhecidas que se tornam, passo a passo, tão próximas de mim. Preparo-me agora para me aconchegar ao seu lado a lê-lo, devagar e com calma que é o que se quer, a fim de que não escapem letras, ideias, significados, sentires e projecções. 

( Há coisas que demoram a chegar mais do que queríamos. Não querendo com isto dizer, que estejam atrasadas.)

3 comentários:

  1. Querida Carla, nada disso. É um conjunto de letras todo ele particular, sobre o qual, e com todo o respeito por si, não me vou abrir ou pronunciar, dado o significado íntimo que para mim acarta.
    Quanto ao Livro, de Peixoto, já li também. Não sei se já o fez. Se o fez, terá a sua opinião. Se não, poderá experimentar que a história vale a pena. Sem ser porém fabuloso... Sorrisos para si.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores