quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Aqui ao meu lado...

Perto de mim mora a Senhora X. Vislumbrei-a hoje, como de resto tantas outras vezes, a fumar um cigarro à janela. Quarenta e poucos anos, um trabalho, um marido, um filho. Cabelo apanhado, e ar de quem deixa a vida fazer dela o que quer. Perturba-me quando olho para pessoas, onde a inércia se vê a olho nu. Anda por aí muita, mascarada, despercebida. É incomoda, mas nada a ver com esta. Esta é flagrante, viva, acesa, contraditoriamente a tudo o que envolve aquela alma. Não raras vezes, atura os estados alcoólicos do marido, que faz saber a toda a gente a sua chegada. Ouvem-se à distância o barulho dos gritos, os passos assustados do filho, a voz dela a tentar o sossego. Incomoda-me esta gente que vive sem paz. Incomoda-me as gentes que impõem os seus estados nojentos, como se de uma obrigação marital se tratasse. Incomoda-me a submissão. Incomoda-me a fragilidade familiar que resulta da conjuntura. Onde cresce alguém para quem a insegurança é uma constante, no lugar que o mundo reservou para ser a sua casa. Repugna-me que pais sejam perturbadores em vez de protectores. Revolta-me não ter soluções.

1 comentário:

Deixar um sorriso...

Seguidores