terça-feira, 8 de setembro de 2009

O dia...


Foi há oito anos, e um dia feliz. Houve momentos bons. Outros nem por isso. Houve partilhas, um filho, pedaços da minha vida. Não lhe guardo rancor. Nada disso, até porque ele foi o meu grande amor. Não terei outro igual, porque não é possível amar aos 30 como se amou aos 18 ou aos vinte, ou aos 25. Foi aquele que julguei perfeito. Hoje já não acredito em perfeições. Foi aquele a quem me dei de corpo e alma. Hoje, posso dar o meu corpo, mas a minha alma não a dou a ninguém. É minha para sempre. Foi nele que depositei a minha felicidade. Hoje guardo essa tarefa maioritariamente para mim. Foi a única pessoa que me fez sentir dependente. Hoje, repugno esse sentimento até à exaustão.
Não tenho aquela sensação terrível de que perdi tempo. Não gosto dela, e, felizmente não a sinto muitas vezes. Sinto que evolui, que cresci. Ganhei características que não consigo catalogar, e que vagueiam dicotómicamente entre o bom e o mau. Não me desiludo frequentemente, porque também não me iludo. Não me entrego inteira, porque me defendo. Não sonho sonhos impossíveis, com pessoas verdadeiras, porque me recuso. Vejo com muito mais clareza. Aprendi que o nosso coração é a coisa mais traiçoeira que temos no nosso corpo. Porque nos empurra, e vence vezes de mais o nosso intelecto. O meu, vencia. Agora, já não vence assim ás primeiras. Pelo menos por knock-out. Porque a minha mente não deixa. Se é bom, ou mau, não sei lá muito bem, mas também tou-me a borrifar.
De qualquer forma, o dia e muitas outras coisas, ficaram minhas para sempre. Felizmente, não me lembro do dia do fim.

3 comentários:

  1. Revejo-me e retrato-me. Mas recuso-me a impor-me as mesmas regras de auto defesa. Talvez por ainda ter esperança (nesta vida a dois)....

    ResponderEliminar
  2. Por outras palavras, construíste aí um belo de um muro... :):):)

    ResponderEliminar
  3. Para ires ouvindo:

    http://www.youtube.com/watch?v=LR_0MHAuEh8

    (copia o link para a barra de endereços)

    E para ires lendo:

    I'm Not Surprised
    Not Everything Lasts
    I've Broken My Heart So Many Times,
    I Stop Keeping Track.
    Talk Myself In
    I Talk Myself Out
    I Get All Worked Up
    And Then I Let Myself Down.

    I Tried So Very Hard Not To Loose It
    I Came Up With A Million Excuses
    I Thought I Thought Of Every Possibility

    And I Know Someday That It'll All Turn Out
    You'll Make Me Work So We Can Work To Work It Out
    And I Promise You Kid That I'll Get So Much More Than I Get
    I Just Haven't Met You Yet

    Mmmmm ....

    I Might Have To Wait
    I'll Never Give Up
    I Guess It's Half Timing
    And The Other Half's Luck
    Wherever You Are
    Whenever It's Right
    You Come Out Of Nowhere And Into My Life

    And I Know That We Can Be So Amazing
    And Baby Your Love Is Gonna Change Me
    And Now I Can See Every Possibility

    Mmmmm ......

    And Somehow I Know That It Will All Turn Out
    And You'll Make Me Work So We Can Work To Work It Out
    And I Promise You Kid I'll Get So Much More Than I Get
    I Just Haven't Met You Yet

    They Say All's Fair
    And In Love And War
    But I Won't Need To Fight It
    We'll Get It Right
    And We'll Be United

    And I Know That We Can Be So Amazing
    And Being In Your Life Is Gonna Change Me
    And Now I Can See Every Single Possibility

    Mmmm .....

    And Someday I Know It'll All Turn Out
    And I'll Work To Work It Out
    Promise You Kid I'll Get More Than I Get
    Than I Get Than I Get Than I Get

    Oh You Know It'll All Turn Out
    And You'll Make Me Work So We Can Work To Work It Out
    And I Promise You Kid To Get So Much More Than I Get
    Yeah I Just Haven't Met You Yet

    I Just Haven't Met You Yet
    Oh Promise You Kid
    To Give So Much More Than I Get

    I Said Love Love Love Love Love Love Love .....
    I Just Haven't Met You Yet
    Love Love Love .....
    I Just Haven't Met You Yet

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores