quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Coisas....

Depois do tremelico da noite, pela matina, apronto-me com um cuidado especial. Por nada em concreto, só porque me apetece. Empoleiro-me nuns de salto bem alto, cremes, lindos de morrer, e lá vou. Mal ponho pé na rua, acontece-me aquela típica coisa, das gajas armadas em Pavoas, que têm um percalço, para de imediato desmancharem a pose. Ok, eu merecia. Enfio o malvado do salto na primeira poça que apanho. Penso, Calma CF, calma, que isto foi um azarito, nada de mais. Sigo. Paro para um café, num local conhecido. Beberico o mesmo, e abalo. Chego ao estaminé, descubro que tenho uma nódoa, das majestosas, mal situada. Mesmo no meio do meu rabiosque, que foi de imediato mirado por uma das funcionárias. Boa. Toca a tirar a calça, a chamar nomes feios, muito feios, vá, à Dona L, que me passou a roupa naquele estado, e nada fez. Enfio-me numas calçotas emprestadas, e lá ando um bocadito, a dar para o grande, até as minhas serem lavadas, secas, e passadas na lavandaria. O apogeu da-se, quando descubro que, no local do café da manha, o Marido da minha amiga tinha posto os olhos na bela da nódoa. Mas não se descoseu, dado o local da mesma. Boa querido J. És um amigão. Dias. Ainda por cima, após uma noite tremida. To que nem posso.

1 comentário:

  1. Sabes CF, os homens por vezes não querem assumir onde colocam o olhar...:):)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores