sábado, 26 de dezembro de 2009

Deve ser isso...

Findo o mais esperado dia do ano, cá estou. As reflexões acabaram por surgir, à minha revelia, mas enfim. Isto há coisas que fogem ao meu controlo, e uma delas são as minhas divagações. Uma noite em família, algumas faltas sentidas, uma lareira, e um Baileys de Menta, et voilá, o cenário estava montado, e eu, na minha humilde fraqueza, pouco posso fazer para o contrariar. Afinal de contas, até tiro umas boas conclusões, e pronto. Sobre mim, e assim. Sobre a época em especial, confesso que, muito embora o espírito Natalício esteja longe de ser o que era, amo esta quadra. Gosto da união, gosto da partilha. O facto de se encontrar manipulada pela força dos bens materiais, não me choca muito. É um reflexo da sociedade, e como tal, estende-se a diversos domínios. Mas o resto, a essência continua cá. Pelo menos para mim, e para quem me rodeia, e isso é o importante.
Hoje, e após o dia em família, e no meio de borregos, polvos, Bolo Rei ( sempre), fritos e outros acepipes, encontro-me já por casa. A conclusão negativa, tinha de surgir, assim, discretamente. Eis que a idade esta a dar cabo de mim, a malvada. Só isso, só isso pode justificar, eu ter adormecido a ver o Sexo e a Cidade, uma das minhas mais sérias futilidades. Enfim. Ou é a idade, ou sou eu que estou calma e tremendamente relaxada. Pois, deve ser isso. Deve ser a calma :):)

3 comentários:

  1. Eu também adormeci... mesmo na parte do ano novo.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Calma, sem dúvida, pela idade está reservado a outro pelouro etário, o meu :(

    ResponderEliminar
  3. Ando tao pasmona, nada me entusiasma... mas vi o filme!

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores