domingo, 25 de março de 2012

...

Todos os dias o mundo perde pessoas interessantes. Resta-lhe sorver o que deixaram, ler os livros que escreveram, apreciar as obras que construíram. Não é nada pouco, nós é que queríamos sempre mais. Isto não é a vida a ser tramada, somos nós a sermos demasiado exigentes.

( A morte faz parte da vida, mas exigência faz parte de nós. A tentativa de preservar o que gostamos também. A perca é sempre uma perca, logo, nada disto faz muito sentido.)

1 comentário:

Deixar um sorriso...

Seguidores