segunda-feira, 5 de março de 2012

Equilíbrios

Dividimo-nos regra geral entre os que se regem pela emoção e os que se regem pela razão. Com os devidos entremeios, contrabalanços e meios caminhos. De um lado sonham, do outro vivem. De um lado sentem, do outro racionalizam. Já tive maior dificuldade em lidar com estes extremos. Ambos se defendem à sua maneira. Enquanto uns vivem quase na fantasia, os outros salvaguardam-se ao ponto de se barricarem à envolta. Gostava muito de habitar um mundo onde o equilíbrio fosse o desejável. Mas isso só seria possível se o mundo fosse equilibrado, também ele.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores