terça-feira, 13 de março de 2012

Faltas

A palavra saudade é uma palavra muito estranha. Julgo que todas as palavras poderão ter mais do que um significado, mais do que uma interpretação, sendo que o interior de quem a profere ou sente apresenta um papel preponderante à significância da dita. Mas ainda assim, esta assume-me um carácter muito peculiar. Por saudade costuma entender-se a falta de alguém que nos falta, que por motivos diversos se encontra longe. O estranho é quando ela se dirige a alguém que está muito perto, mais precisamente, exactamente ao nosso lado. Ai necessitamos obviamente de realizar aquele exercício íntimo e de extrema eficácia, que trata a análise interna dos que nos estão próximos e de nós mesmos. Proximidade externa, nem sempre significa proximidade interna. E o oposto também poderá ser verdade.

3 comentários:

  1. Esse tipo de saudade é a mais difícil.

    ResponderEliminar
  2. :):) é de saudades que falas, não da palavra :):) é que essa teve origem na necessidade de certos soldados, durante a guerra, dizerem aos seus entes queridos o quanto sentiam a sua falta; que estavam de boa saúde e que lhes desejavam saúde também, com o mínimo de letras possível - o papel era pequenino :):):)
    O sentimento, esse, é quase tão complexo quanto a palavra :):):)

    ResponderEliminar
  3. Belas frases finais. Mas sabes, comigo acontece sentir nostalgia, não aqui de pessoas, mas de lugares que nunca vi:):) Ou tempos que não vivi. Pode? ;)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores