terça-feira, 19 de junho de 2012

Perca de tempo, mas da boa

Pelo caminho passo por um cão que se sacode com muita força envergando uma vestimenta vermelha que me parece um lenço, apertado à volta da barriga com um nó. Os animais com dono podem ter de levar com isto em troca de uma casa e um prato de comida. Lenços nos motoqueiros, laços nas dondocas, fatinhos de lã nos idosos por mor do frio, e por ai em diante. E engraçado como por vezes existem prolongamentos desses em gente já grande, e ainda com as devidas adaptações, coisa contra a qual também não tenho nada a opor, convenhamos, estou só a constatar.

( A constatação de factos é uma coisa mesmo absurda que muitos fazemos bem. Aquela parte de por si só não nos levar a lado de nenhum não interessa para o caso, dado que faz com que nos sintamos grandes e inteligentes como tudo.)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores