segunda-feira, 25 de junho de 2012

Por uma questão de lógica

Pensando em realidades diversas por vezes estanco e hesito. Entre considerar possíveis impossibilidades (?), ou antes em conceptualizá-las, uma vez que podem existir em uma outra razão que não a minha, por utópicas que me pareçam. Fico aqui, só podia, quanto mais não seja por respeito e pelo meu saber da experiência feito. Neste seguimento deveria então esquecer a palavra impossível, pelo menos no que toca a sentires e emoções humanas. Aboliria quiçá também o limite, isto num seguimento de lógica, claro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores