quarta-feira, 29 de abril de 2009

É já amanha...


Lembro-me de ser pequenita, e mesmo antes de saber ler, decorava as histórias da Anita, que a minha tia ( uma das grandes responsáveis pelo meu gosto por livros), me contava as vezes suficientes para que eu as conseguisse decorar, com pontos e vírgulas. Os hábitos de leitura foram sempre patentes lá em casa, sendo que os livros sempre fizeram parte do meu dia a dia, desde muito cedo; alguns deles, povoam hoje as prateleiras do quarto do meu filho, que de resto, acho que vai ter ainda mais afeição aos livros do que eu...
Não possuo todos os que queria, nem de longe, nem de perto, mas tenho algumas colecções que são uma verdadeira paixão, das quais destaco a de Gabriel Garcia Marquez, escritor de minha eleição... Existem alguns livros, com os quais julgo ir manter uma relação eterna, pois esporadicamente, pego neles e leio uma página. Assim, sem mais, só pra recordar, ou para receber qualquer coisa que já me foi dado, e que me apetece relembrar. São uma companhia imprescindível, e acreditem, se estiver a ler um bom livro, nunca me sinto só...
E é amanha, que começa mais uma feira do livro na minha querida Lisboa... Desde que fui para a faculdade, que comecei a frequenta-la, por gosto, e por necessidade; era lá que conseguia, com uns preços mais em conta, adquirir algumas obras que faziam parte da minha lista de possíveis aquisições. É portanto com carinho que a relembro sempre, passeando para baixo e para cima, no meio das barraquinhas das editoras. Hoje, quando vou é por prazer; e este ano, vou tentar ir, num daqueles passeios sem pressas, sem tempos, no meio de histórias, devaneios, meios reais e de faz de conta, que tão bem fazem ao meu imaginário... Ontem, o meu pequerrucho diz-me à chegada a casa: Sabes mãe, um livro é um amigo... Tão pequenino, e já lá chegou...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores