segunda-feira, 2 de maio de 2011

Bin Laden




Não deixa de ser um marco. Tenta-se acabar com cenários como este, uma das maiores atrocidades que vi, desde que me conheço como gente. Já dizem constituir uma viragem, com o princípio do fim do terrorismo, e eu gostava tanto de acreditar. Ainda assim, não consigo muito bem compreender, a pressa das cerimónias fúnebres por respeito à tradição, e o local de depósito do corpo. Não duvidando das palavras de quem nos fez chegar a notícia desta morte, obviamente. Constituirá uma prevenção para algum tipo de vandalismo, perfeitamente possível de ocorrer, em caso de sepultura localizada? Quererá conter-se a emoção de um mundo sedento de vingança, e capaz de cometer atrocidades, nesta sequência? Ficam-me estas questões, que honestamente, nem me emergem mais nenhumas.

1 comentário:

  1. Hummmmmm, todo o contexto é estranho, e atípico, contrastando com o modo fanfarronice a que os EU nos acostumaram. Eu e esta minha mania de São Tomé...

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores