segunda-feira, 16 de maio de 2011

Factos

Não me interessa lá muito a vida sexual das pessoas. Não deixa porém de me inquietar, a conduta inapropriada para quem se destaca em termos políticos ou outros, que de resto, é inquietante em qualquer âmbito. A provarem-se as acusações, claro, que a tal não acontecer, ingressamos em outros campos, desta feita, com factos imputáveis a nós, mulheres. Transgridam o que quiserem, mas convém manter o respeito pelo outro. Forçar? Agarrar? Obrigar? Confesso, que a meu ver, é o mais claro sinal de fraqueza de alguns homens, que na falta de um intelecto capaz, subjugam mulheres, sob a sua força física. Não consigo tolerar. Até porque, tudo quanto nos é dado (? arrancado...) por imposição, não trás o sabor da satisfação, mas sim o da superioridade, ainda que fictícia. Não deve ser bem a mesma coisa. Tornam-se tão grandes que ninguém os vê. Eu, pelo menos, não consigo vê-los. De todo.

2 comentários:

  1. Creio que aqui a força nem é a física, mas sim a do peso da figura pública, que se julga acima de tudo, e assim poder impunemente praticar estes actos. O que me leva à questão de quantas situação destas já aconteceram com este senhor, e ficaram caladas. Isto claro, sendo provado, mas parece que o dito cujo já começou a admitir.

    ResponderEliminar
  2. Ahhh, e CF, aquilo que se passou, nada tem a ver com a vida sexual. É doença.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores