domingo, 24 de maio de 2009

1 mês, ou 10 anos? Eis a questão...


Soube por uma revista cor de rosa, daquelas que normalmente não leio, não por ser contra, mas porque não tenho tempo, que uma digna Senhora da nossa praça, de 41 anos, arranjou um novo namorado, consideravelmente mais novo, e que, num espaço de um mês, ou pouco mais, já se encontram em processo de tentativas de aumentar a família... Gente pronta esta. Ás vezes pergunto-me porque não sou assim... Namorei 10 anos ( uma vida), com o Homem com quem casei. Tudo, pensadíssimo, analisadíssimo, tanto ou tão pouco que o casamento durou cerca de três anos. Bom, das duas uma, ou o moçoilo mudou, ou eu mudei, ou sou uma nódoa a analisar a minha vida. De qualquer forma, não fiquei vacinada. Pelo contrário, pós divórcio, tudo o que faço é de tal forma pensado e repensado que até me irrita. Não deixo de viver nada por receio, medo, ou outros sentimentos castradores; não, nada disso; mas não entrego, assim, desmedidamente, como se não houvesse amanha, a minha vida a alguém que não conheço. Sim, porque um relacionamento de meses, não permite conhecimento; quando muito permite conhecermos o lado bom da pessoa ( ou nem isso). Agora o lado lunar? Esse, tem que se lhe diga. E pela minha parte, não embarco ao lado de alguém sem conhecer esse lado... Sim, porque todos nós temos um; que pode ficar camuflado pelo fogo da paixão, mas que está lá, pronto a emergir na mais pequena contrariedade... E tanta análise para quê, perguntam vocês ( e ás vezes eu)? Não sei lá muito bem, mas também não me importa. Já passei a idade em que achava que explicava tudo. Penso assim, e não condeno quem faz de outra forma. Portanto, considerem este post como uma pequena e modesta dissertação, sobre o assunto, nada conclusiva, e nunca como uma crítica, a quem age sob outros princípios.
Se conseguirem entregar-se e serem felizes, assim, sem mais, com o moçoilo que encontraram na esquina, que vos fez olhinhos, e pelo qual se apaixonaram perdidamente, óptimo... O importante, é mesmo isso; sermos felizes...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores