domingo, 24 de maio de 2009

Conversas soltas...

George Clooney


Olá... Oláaaaaa amiga. Estás bem? Estou... Trabalho e mais trabalho, mas estou bem... Olha, no Domingo podemos fazer umas comprinhas... Comprinhas?? Não posso; já sabes que ele me controla o dinheiro; já não tenho paciência para isto...

Pronto, e é esta a aparte onde eu fico estupefacta, pois a pessoa em questão não é propriamente a minha avózinha querida de oitenta anos, mas sim a minha amiga C., de 34...

E é esta também a parte em que me assaltam os terríveis instintos que me fazem ter uma vontade estranha, que não sei muito bem diferenciar, se é de apertar o papo dele, pelo machismo, se o dela por se sujeitar, se o dos dois, por serem parvos, cada um à sua maneira...

E é ainda nesta parte, que me apetece abana-la, e enfiar dentro daquela cabecinha que ela é uma Mulher de 34 anos, mãe de uma filha, com vida profissional, com estabilidade financeira, e que deveria impor-se de alguma forma, e não viver a sua vida como a minha avó viveu, há uns consideráveis anos, como se o mundo não evoluísse...

Mas depois de tudo (sim, porque não me controlo e acabo por desbobinar duas ou três) ela responde-me com um ar de resignação : Mas o que hei-de eu fazer? Como se no mundo, as realidades fossem tipo sina, dadas à partida, que temos de aceitar, submissas, ponto!!!

E pronto, é nesta parte que me apetece dizer qualquer coisa do tipo, se é assim, aguenta-te à bomboca... E não te queixes, porque a única coisa que consegues é deixar os meus instintos em ânsias, para depois me dizeres com a maior calma do mundo que não podes fazer nada... Poderes, podes, mas não fazes. E viveram controlados para sempre... Hum, quase tão lindo como o Romeu e Julieta...


Calma, não digo, pelo menos assim tão drasticamente, mas fico em pulgas; é que fico mesmo. E agora falando um bocadinho mais a sério, considero isto um problema. Sinceramente não sei se é muito frequente ou não, mas sei que existe, e a mim parece-me um problema grave, que afecta o casal e o bem estar da mulher... É uma atitude de puro machismo, que ainda vigora... E estamos no séc. XXI...


Mas caras amigas e amigos, é fim de semana, e não me posso submeter a estes sentimentos de revolta. Fazem-me mal, mas o que é isto??? Realmente, hoje, dia de descanso era aquela altura em que eu podia falar de flores, de sol, mas deu-me para aqui, sory...


Vá, mas brindo-vos com uma foto daquelas giras, fantásticas, enfim, carregada de adjectivos interessantes; bom Domingo...


( E agora. só mesmo para as Senhoras, faz o favor de, se vos aprouver, a a vossa bolsa vos deixar, comprar uns lencitos, malitas, ou sandalinhas, ou o que vos apetecer... vem ai o verão... Digo eu...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores