segunda-feira, 28 de junho de 2010

Vuvuzela

Caros vizinhos transatlânticos. Eu gosto muito de vocês. Sério que sim, vós sabeis disso que sorrio sempre, tal como vós para mim, quando nos cruzamos na rua. Oiço-os cantar, vejo-os dançar pela janela da minha cozinha, e confesso, chego em noites pontuais, a desejar bater-vos na porta, a fim de entrar nas vossas festanças recheadas de caipirinhas, samba e boa disposição. Gosto até de os ver jogar, e vão no bom do caminho, vão sim senhor. Mas meus queridos, por favor, calem a vuvuzela que já apitou mil vezes desde as 19 e 30h. O meu dia foi mauzinho, acreditem. Dancem samba, subam paredes, bebam até cair pro lado, até podem ganhar o Mundial, que eu até gostaria muito, caso não o ganhemos nós. Tudo meus amores, tudo, menos a vuvuzela, sim?

3 comentários:

  1. a pior invenção dos últimos anos!:P

    ResponderEliminar
  2. Como é que é possível, comprar aquilo e depois, como se ter aquilo não bastasse, eles sopram na coisa e o cerebro fica liquido...

    ResponderEliminar
  3. Já não há cu que aguente! (Isto assim escrito fica esquisito mas não há outra forma de dizer...)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores