domingo, 7 de junho de 2009

O alcool e a escola...


Hoje, a minha santa terrinha foi capa de jornal (um jornal sensacionalista, é verdade, mas ainda assim, um jornal de grande tiragem), por um motivo que me indigna verdadeiramente...

Num pais onde as taxas de alcoolismo entre os jovens tem vindo a subir, fico deveras surpreendida por uma Escola Secundária, permitir a sua venda numa festa, que culmina obviamente em figuras deploráveis de jovens, que abusam e não sabem quando parar... Isto tudo, numa pós eleição para o Conselho Executivo, cujos resultados são a favor do Sr Presidente que agora deu azo a que esta situação acontecesse... Hum, embora ás vezes me arme em esquisita, sinceramente agora não me parece ser o caso. Todos sabemos, e eu também sei, que não é proibindo determinados hábitos que eles diminuem; de qualquer forma, permiti-los assim, sob a conivência de quem supostamente representa autoridade num estabelecimento de ensino,como se do mais banal se tratasse, soa-me a patético. Soa-me a facilitismo, soa-me a incompetência de quem se julga capaz, mas que se esquece que, figura de referência é quem sabe ordenar, e não quem, num acto de extremo desleixo permite, perante pais, professores e outros jovens, que adolescentes se descontrolem ao ponto de ficarem embriagados... Eu cá não sou de intrigas, mas... Qualquer dia, fumam todos um charrito no pátio da escola. É cool, é fixe, cai-se nas boas graças e tal...

1 comentário:

  1. Sim, é sabido que o fruto proibido é mais apetecido, agora se o ofereceram à malta ainda são capazes de fazer pior figura. Aposto que o filho desse presidente não estava na festa...

    Beijoca!

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores