segunda-feira, 8 de junho de 2009

Porque sim, ponto!!!


Hoje leio num dos meus blogues favoritos, que o porque sim, poderá bastar como resposta... Tenho um digno rebento lá em casa, que quando lhe explico algo, tipo verdade de la palisse, daquelas que são porque sim e pronto, se arma em sabichão ( ou não saia ele há sua rica mãezinha), e logo remata, do alto dos seus seis anos, porque sim não é resposta...

Ora acontece que, do alto dos meus trinta e dois, eu acho que porque sim é resposta sim senhor... Porque nesta vida cada vez mais fazemos coisas só porque sim, porque nos apetece, porque estamos para aí virados, porque não temos alternativa, porque a vida assim nos manda, porque a realidade assim impõe, porque tem de ser, porque na vida, muitas vezes, não podemos fazer o que nos dá na real gana, e mesmo quando fazemos, pode ser só porque sim, sem nenhum motivo especial, ou justificação para... Portanto, comigo, acontece-me muitas e muitas vezes agir só porque sim; seja quando me apetece e pronto, seja quando não me apetece, sabendo-me melhor um porque sim, do que qualquer outra justificação elaborada pela minha cabeça. Justificação essa, que me poderá fazer pensar no verdadeiro motivo, pelo que muitas vezes o mascaro com um abrangente porque sim... Não sei se me faço entender... Agorinha por exemplo, vou trabalhar porque sim, e não porque preciso mesmo... Perceberam, não perceberam??? Ora então uma boa semana para todos. Só assim porque sim ( Se calhar aqui até posso arriscar um porque sou simpática e muito educada; sim, parece-me que fica aqui muito bem)...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores