domingo, 18 de abril de 2010

Calmas


No tacho tenho uma lebre, trazida dos campos pelo meu pai caçador. Cheira bem que se farta, emana um cheiro a alecrim que eu adoro. Com um bom vinho tinto e tenho o pitéu armado. Mais para logo, claro. Que nisto da culinária, como em outras coisas na vida, a calma é uma aliada de peso. Pelo menos na minha culinária e na minha vida. Nunca me dei muito bem com pressas.

3 comentários:

  1. Olha, e eu tenho umas postas de cherne, no alho e limão, para a cataplana, com ameijoa. O tinto é Rioja, e tal como por aí, vai ser tudo assim bem devagar. No audio? Hoje é Beatles. Michelle, ma belle... Bon Apetit :)

    ResponderEliminar
  2. Epá! Vocês, assim de repente, deram-me uma fome! O coelho. Quero o coelho. Pode ser?

    ResponderEliminar
  3. Antígona, ainda sobrou cataplana... O vinho é que foi todo :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores