quinta-feira, 15 de abril de 2010

Regressos pensados

Queria voltar no tempo, sabendo o que sei hoje, dizia-me alguém, como de resto, diz muitas vezes. Engraçado como esta sensação quase generalizada, em nada me persegue. Voltar no tempo, talvez voltasse. Mas saber o que sei hoje, dispensava de todo. Se coisas me fazem saudades, uma delas, poderosa, é a inocência. A capacidade de sorrir de nadas, de idealizar impossíveis e de acreditar no mundo, assim, mesmo a sério.
Na possibilidade de volta, o que eu queria mesmo, era saber isso tudo outra vez.

2 comentários:

  1. Boaaaaaaaaaaaa, CF. Assino e reassino por baixo.
    É que é mesmo assim. (além do mais, iniciar o jogo a saber o resultado final é batota) :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores