quarta-feira, 28 de abril de 2010

Fraquezas

A manhã foi intensa. Gosto de emoções intensas, mas não as que me causem nervoso, que foi o caso. Nuns barracões de pré fabrico, estive umas boas duas horas à espera, como sempre se espera, num qualquer serviço público. A espera é algo desesperante. Mas esperei, esperei e já vim, em paz e tranquila. O pequeno está bem, e eu, consequentemente, também estou. O meu coração de mãe está calmo outra vez. A minha querida avó dizia-me sempre palavras sábias. Umas delas, eram que ser mãe, é a melhor e a pior coisa do mundo. Acho que já as tinha postado por cá. Cada vez a entendo melhor, a minha querida avó. A propósito, às vezes, muitas, fazes-me falta, sabias? Julgo ser forte, mas estou a anos luz de ti. Fazes-me falta especialmente quando me sinto fraca, e hoje senti.

1 comentário:

  1. As melhoras para o teu filhote...os miúdos andam todos doentinhos...e nós ficamos mais doentes que eles só de os ver doentes...

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores