segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

...

Estar de férias tem sempre esta coisa do regresso. Inicia com o despertador, silencioso nos últimos dias, passando para a correria da manhã. Num desejo impossível queria correr menos no próximo ano. E caminhar mais para onde me apetecer. Nunca percebi muito bem o porquê das vontades serem tão pouco atendidas. Uma qualquer dessincronização interna, deve ser isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores