quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Nós

Ainda encontro frequentemente os pseudo psicólogos. Gente que se julga muito capaz, apenas porque ouve, ou porque de quando em vez dá um bom conselho. Não o fazem em presunção, sei disso, e não trata crítica o que aqui escrevo. Gostaria porém que se generalizasse, que compreender gente, não é só ouvi-la. E que ajudá-la, não é só dizer o que se pensa. E que se fosse assim tão fácil, não andaríamos nós, psicólogos, a queimar neurónios de empreitada. E ainda assim, sabe Deus o que nos escapa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores