quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Há sete anos...

Há sete anos atrás, por esta altura, eu estava grande. Grande por fora, entenda-se, coisa que não é costume. Calçava uns números acima, vestia umas calças com elástico de bombazina cremes, e uma túnica de ganga ( as únicas coisas onde cabia). Dormia 14 horas por dia, ia à casa de banho umas 30 vezes, e comia tipo alarve. Comida de panela, nada de saladas ou coisitas assim. Não sei muito bem como, mas ainda trabalhava. Ou melhor, arrastava-me por entre o estaminé da altura, e refilava com toda a gente. As minhas hormonas estavam do piorio. Passava o dia à espera da altura de chegar a casa, estender-me no sofá e dormir uma sesta. Logo após devorar quilos de comida, é claro. Ao invés dos meus 55 kg habituais, tinha 75 ou e 6, ou e 7, nem sei bem, que desisti de contar. Era uma bola, com pernas, braços, e um pequeno reguila lá dentro, que dava voltas sem parar, nem sei como, em tão pouco espaço.
Está quase a fazer anos, em que o pus cá para fora. É a melhor coisa que tenho na minha vida. Mas não, não gostei de estar grávida. Perdoem-me as muitas mães que adoram esse estado de graça. Para mim, o estado de graça chegou depois. Sou do contra, já sabem.

5 comentários:

  1. Como costumo dizer a felicidade não tem limites... e essa vai ter 7 anos, segundo percebi. Quantos as medida, permite a ousadia, mas 55 (é um número mais que mágico) para as Mulheres do dia de hoje. Olha que acabei de olhar em meu redor e, ... não vi mais nenhum número assim perto entre as [pessoas] presentes. ;-)

    ResponderEliminar
  2. Também não gostei muito de estar grávida, mas acho que foi pelo facto de passar uma gravidez cheia de problemas. Não tive nenhum descanso emocional.
    Mas a gula ando a passá-la agora...eheheh
    ;))

    ResponderEliminar
  3. eu adorei e cheguei aos 104 kg

    mas adorei..se fosse de voltar a fazé-lo ..era já!

    ResponderEliminar
  4. O que eu não gostei mesmo foi do parto, poxas!!! Doeu de verdade, nem uma epiduralita, nem um ben-u-ron... muito mau. Mas foi, afinal, o momento mais maravilhoso da minha vida!

    depois veio a segunda dose, igulazinha!!!

    ResponderEliminar
  5. esse teu estado de graça pode ter trazido uma coisa maravilhosa mas estavas profundamente medonha=) C.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores