quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Menina de bem

Sou menina de boas famílias. Nada de grandes riquezas, mas boas. Sérias qb, pelo menos por fora, e o por dentro não interessa nada, porque ninguém via. Ninguém via, por exemplo, o meu avô, a lambuzar-se nos lábios da professora a quem arrendava um quarto. Via a minha avó, pelo buraco da fechadura, mas que importa isso, se mais ninguém via? Nada, absolutamente nada. Mas importa à minha querida avózinha, que eu, primeira netinha, criada com tanta dedicação e afinco, mandei os pés à parede, e não me apeteceu continuar com um casamento que não me convinha. Toda a gente vê, que estou encalhada, sozinha que nem uma desgraçada, com um filho para criar, e outra desgraças inerentes. Isto não se esconde, e é sabido na santa da terrinha.
Querida avó, com todo o respeito, agradeço a preocupação, manifesta amiúde, sempre que me pões a vista em cima. Gosto muito de ti, és um doce, uma dedicação como não há, ensinaste-me a bordar e a cozinhar com mestria e arte, aturaste-me as birras de cachopa ladina, e fizeste-me mais uma série de coisas boas.
Mas Maria Carmina, és tu não sou eu. Entendidinhas minha querida???

Brincando com a situação, confesso que já não sei que lhe faça. A velhinha anda que nem pode, para me arranjar um noivo. Já estou quase tentada, a lhe apresentar um fictício, para lhe acalmar o espírito.

5 comentários:

  1. Looool... onde já vi eu um filme semelhante? Se dizem que as tradições já não são o que eram, para algumas pessoas serão tal e qual eram, até ao fim.

    ResponderEliminar
  2. E quando apresentares o dito, fictício ou não, cuida para que mereça a aprovação da avó, ou volta tudo à estaca zero :):)

    ResponderEliminar
  3. Adorei como escreveu...forte, hein, doce menina do bem!!

    Acalme tua avózinha, que quando ela menos imaginar, estará com um belo príncepe ao seu lado!

    beijos muito carinhosos!

    Biazinha

    ResponderEliminar
  4. Faz tudo parte do facto de ser avó. Lá chegaremos e iremos entender.
    Mas por favor, "encalhada???". Detesto quando usam este termo para a situação em questão. Parece-me que não estás "encalhada" por não teres opções mas sim porque as opções que te surgem não são as viáveis.
    Vá vamos lá substituir esse termo por um outro mais realista, que esse é muito negativo, ok?
    Jokas ;))) BFS

    ResponderEliminar
  5. Encalhada? também não gostei...eu também jogo no mesmo campo e não tenho um mas duas lindas filhas :) e como entendo o que escreve pois eu quando vou à santa terra visitar familiares sinto sempre aqueles olhares "coitada, não era melhor ter continuado casada? ele até era bom rapaz...estas raparigas de hoje.." pois, acho que vai ser sempre assim! e enquanto não aparece um verdadeiro que encha a alma, acho bem a ideia do fictício :)assim a senhora vive mais tranquila!
    GU

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores