domingo, 14 de fevereiro de 2010

Do amor

Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida.
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão do meu viver
Pois que tu és já toda a minha vida!

Florbela Espanca

Lindo, de facto. O Amor escrito e falado, será das coisas mais belas do mundo. Pena, que os sentimentos atingidos, nem sempre são felicidade. É no encontro, na sintonia, que reside a magia. E aí, sim, existe o sublime. O resto, é sofrimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores