quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Grandezas assim

Tu já és grande querido.
Pois sou mãe, eu sei...
Isto era eu e ele, hoje na porta do ATL. Muitos meninos, mas nem um da turma dele. A ele custou ficar. A mim, custou deixar. Ser mãe também é isto. É o tem de ser. É o tem de ficar. É o tem de crescer. É o autonomizar. É o doer como um raio, mesmo quando eles já são grandes. Ou um pouco menos pequenos. Um pouco menos pequenos soa melhor. Grande, sou eu. E é para mim, não é para a minha mãe.

1 comentário:

  1. Viva a minha sogra...que graças à sua aposentação, não me deixa passar por tormentos desses...

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores