quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Paleontólogo, mas pouco

O meu pequeno J., quer ser Paleontólogo. Julgo que à semelhança de mim, que quis ser bailarina e cantora e outros sonhos de criança. Ainda assim, e não obstante ser talvez, apenas e só, uma ilusão infantil, todos o levam muito a sério. Foi-lhe pois ofertado, um kit de paleontologia. Com direito a esqueleto enterrado, do belo do dinossauro, martelo, escopo e óculos de protecção.
Dá-se pois inicio à nobre tarefa, de trazer a ossada, à luz do mundo. Morosa, é um facto. Tanto, que o petiz, tomou uma atitude. Desaparece, e aparece escassos minutos depois, já com o esqueleto cá fora.
- Olha mãe, pus dentro de água durante um bocado. Assim, saiu num instante. Já nem é preciso martelo, nem nada.

Encontro-me pois em acérrima pesquisa. De como adaptar estas fantásticas alternativas de rapidez, na minha querida profissão. Calma... Prometo partilha, em caso de descoberta.

2 comentários:

  1. Eheheh...espectáculo...
    Não te esqueças que para aplicar tais conhecimentos na tua profissão, precisas provavelmente, de pensar como uma criança...

    ResponderEliminar
  2. EHeheh! Profissão atractiva para os miudos!

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores