sábado, 6 de fevereiro de 2010

Excepções


Adoro o Sol do Inverno. Como amo qualquer excepção boa, como uma paragem tranquila num dia de correria, ou uma música alegre num dia de melancolia. Por isso também amo a chuva de verão, e o cheiro que deixa no chão. Na areia especialmente. Hoje o sol pegou-me ao colo. E eu deixei-me ir sem resevas nem pudores.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores